Sobrevivência na Selva como SABER SE É COMESTÍVEL. ” O que comer “?

Aos amigos do blog aquele abraço, segue mais uma novidade como venho dizendo há bastante tempo meu interesse é reunir em um único lugar informações de sobrevivência, informações que estão disseminadas na internet, nada melhor que reunir tudo em um só local hoje segue um post sobre Selva o que comer? Segue dicas de mega especialistas em sobrevivência.

Link BY http://tripcamp.blogspot.com.br/2011/01/sobrevivencia-na-selva.html

SOBREVIVENCIA NA SELVA

COMO TESTAR SE UMA PLANTA É COMESTIVÉL

Épocas drásticas pedem medidas drásticas. Se você um dia ficar perdido no mato por muitos dias sem comida, você vai ter que achar um meio de se alimentar. Se estiver preparado e conhecer a área, você não vai ter problemas em encontar plantas comestíveis, mas no pior cenário, no qual você não vai conseguir saber se uma planta é segura, siga estas regras para testar a planta.

1. Evite ter que usar este artigo planejando. Algumas plantas são letais, e mesmo ao seguir estas regras com perfeição, sempre existe uma chance de que uma planta lhe deixe mal. Prepare-se para as saídas de campo aprendendo sobre a fauna e a flora local, e leve um livro de taxonomia para identificar plantas. Mesmo se não estiver preparado e não puder encontrar comida segura lembre-se que dependendo so seu nível de atividade, o corpo humano pode passar dias sem comida, e é melhor estar com fome do que envenenado.

2. Encontre uma planta que exista em abundância. Você não quer ter que testar a planta se não existir o bastante para comer.

3. Não beba ou coma nada exceto água pura por oito horas antes do teste. Se tiver que usar este método, este passo é inevitável.

4. Separe a planta em partes. Algumas plantas têm partes comestíveis e partes venenosas. Para testar se a planta é comestível, você na verdade só quer testar se uma parte (folha, raiz ou caule) é comestível.

5. Descubra se a planta tem veneno de contato. Uma planta deste tipo causa irritação só de encostar na pele. Esfregue a parte da planta no interior (o lado mais sensível) do cotovelo ou pulso. Esmague a planta, de modo a deixar a seiva tocar a pele, e deixe ali por 15 minutos. Se o local se alterar nas próximas 8 horas, não continue o teste com esta parte da planta.

6. Prepare uma pequena porção da planta. Algumas plantas só são venenosas cruas, e é uma boa idéia cozinhar a planta que está testando, se isto for possível. Se não puder cozinhar a planta, ou prever que não será possível cozinhá-la no futuro, teste ela crua.

7. Segure um pedaço pequeno da parte cozida contra um lábio por 3 minutos. Não coloque dentro da boca. Se sentir alguma reação, uma queimação ou coceira, pare os testes.

8. Coloque outra porção na língua. Segure na língua sem mastigar por 15 minutos. Se sentir algo, pare os testes.

9. Mastigue a planta e segure-a na boca por 15 minutos. Mastigue bem, e não engula. Pare os testes se sentir algo.

10. Engula.

11. Espere oito horas. Não coma ou beba nada durante este período exceto água pura. Se se sentir mal, enjoado, provoque vômito imediatamente, e beba bastante água. Se tiver carvão ativo, tome ele junto com a água. Pare os testes se tiver qualquer reação adversa.

12. Coma 1/4 de xícara da mesma planta preparada do mesmo modo. É importante usar a mesma parte da mesma planta, e preparar do mesmo modo que usou na amostra inicial.

13. Espere 8 horas. Não ingira nada exceto água pura. Provoque vômito imediatamente se se sentir mal. Se nenhuma reação ocorrer, você pode considerar somente que aquela parte da planta é comestível, e só se preparada do jeito que usou no teste.

14. Comece um novo teste se a parte escolhida falhou.
◦Se a primeira planta tiver falhado já no teste de contato, você pode imediatamente testar uma outra planta no seu outro braço, ou atrás do joelho.
◦Se a planta causou uma reação antes de ser engolida, espere até que os efeitos tenham passado antes de testar outra planta.
◦Se a reação aconteceu depois de ingerir, espere até que os sintomas tenham passado.
◦Apesar de poder haver outras partes da mesma planta que sejam comestíveis, é preferível testar outra planta do que continuar na mesma.

MODO ALTERNATIVO

Se estiver em uma situação na qual tenha acesso a outras fontes de comida (segura), você pode incorporar este teste na sua dieta gradualmente, separando-o em 3 estágios, e usando suas 8 horas de sono como as 8 horas de preparação para o teste. Você só deve tentar se estiver em uma situação de sobrevivência (ou seja, sua comida está acabando, e você precisa testar outra fonte de alimento) ou se não conseguir encontrar informações para um tipo de planta e está disposto a correr os riscos (envenenamento e talvez morte) envolvidos.

1.Acorde e faça o teste de contato. Após 8 horas, faça uma refeição normal (não da planta sob teste).

2.Na próxima manhã, complete o teste engolindo um pequeno pedaço. Após oito horas, se você estiver vivo e bem, coma uma refeição normal novamente.

3.Coma a amostra completa (1/4 de xícara) da planta na terceira manhã. Após oito horas, celebre a adição de uma nova planta comestível no seu cardápio selvagem comendo uma boa refeição.

4.Não desrespeite os outros passos, as dicas e os avisos; este método alternativo serve somente para evitar as 24 horas de jejum, e permite que você teste novas plantas sem passar fome por mais de 16 horas por dia, e somente 8 horas no dia final, se 1/4 de xícara desta comida puder lhe alimentar.

DICAS
•As regras deste artigo, especialmente nos Avisos, pode deixar de fora algumas plantas comestíveis, mas os avisos estão ali para lhe ajudar a evitar as plantas venenosas mais comuns.
•Frutinhas agregadas como a amora e a framboesa sempre são seguras para comer (apesar de que, nos lugares em que elas são consideradas pragas, pode haver pesticida nelas).
•Sempre cozinhe as partes subterrâneas de plantas, para matar bactérias e fungos.
•Descasque frutas tropicais maduras e as coma cruas. Se tiver que comer uma fruta verde, cozinhe antes. Siga todos os outros testes com estas frutas a não ser que saiba que ela é comestível.

AVISO

•Em geral, evite plantas espinhosas. Se uma planta tiver as frutinhas agregadas, estas são seguras.
•Evite cogumelos e outros fungos. Existem muitos fungos comestíveis, mas a maioria é letal, e se não for um conhecedor de fungos, é muito difícil dizer qual é qual mesmo depois de ter testado.
•Evite plantas com folhas lustrosas.
•Evite plantas com frutinhas amarelas ou brancas.
•Evite plantas com flores no formato de guarda-chuva.
•Evite plantas com seiva leitosa.
•Não presuma que uma planta que é comestível cozida é comestível crua.
•Não presuma que uma planta é comestível só porque você viu animais comendo ela.
•Após ter determinado que uma planta é comestível, tome cuidado para colher sempre a mesma planta. Várias plantas são parecidas.
•Testar plantas pode ser perigoso. Só faça isto se estiver em uma situação de emergência.

Link BY http://www.comofazertudo.com.br/sa%C3%BAde-e-boa-forma/como-testar-se-uma-planta-%C3%A9-comest%C3%ADvel

Como testar se uma planta é comestível

Por: Alfonso Almeida

Ao caminhar ou explorar uma floresta, há muitas plantas que atraem sua atenção e parecem comestíveis. Em casos extremos, pode até ser essencial para sua sobrevivência comer plantas encontradas na natureza. Se você precisar testar uma planta para determinar se ela é comestível, siga estes passos. Eles podem salvar sua vida.

  1. Faça sua lição de casa. Tome algumas precauções antes de iniciar caminhadas ou acampar em uma nova área. Leia sobre as plantas venenosas locais para saber quais você deve evitar com certeza. Qualquer bom andarilho deve ser capaz de reconhecer uma hera venenosa e um carvalho. Saiba mais sobre outras plantas venenosas locais em um livro botânico da área.
  2. Evite plantas com seiva e bordas pegajosas. A maioria das plantas com seiva serve para abelhas e insetos, não para seres humanos. Seivas e substâncias pegajosas podem indicar uma secreção venenosa, sendo melhor evitá-las.
  3. Não arrisque com o perigo. Há vários indicadores de plantas venenosas. Tenha-os em mente ao tentar identificar plantas comestíveis. A seguinte lista contém os indicadores de plantas que devem ser evitadas:
    • Espinhos
    • Folhas brilhantes, reluzentes
    • Cogumelos (alguns são comestíveis, mas a maioria não são)
    • Flores em forma de guarda-chuva
    • Bagas brancas ou amarelas
    • Seiva ou óleos leitosos ou amarelados
    • Cheiro de amêndoas ou sabão
    • Folhas em grupos de três
  1. Prove. Corte as folhas ou o caule de uma planta. Procure por uma substância clara, fibrosa. Então, pegue um pequeno pedaço da planta e coloque na boca. Mastigue o pedaço por alguns minutos sem engolir. Preste atenção a qualquer gosto azedo, formigamento, dormência ou ardência que você possa sentir. Se algum destes ocorrer, cuspa o pedaço imediatamente. Se não houver efeitos adversos após cinco ou dez minutos, então engula o pedaço.
  2. Pausa para processar. Após decidir engolir uma planta, você assume o risco. Não continue a comer mais da mesma planta. Em vez disso, espere pelo menos meia hora antes de tentar comer mais. Seu organismo pode precisar de tempo para processar antes que você possa ter certeza de que a planta não é venenosa.

Link BY http://mundoestranho.abril.com.br/materia/como-saber-se-uma-fruta-no-mato-e-comestivel

Como saber se uma fruta no mato é comestível?

A melhor dica é observar o comportamento dos animais selvagens. “O que eles consomem pode ser aproveitado pelo homem”, diz o coronel Marcos Carias de Oliveira, ex-instrutor do Centro de Instrução de Guerra na Selva (Cigs) do Exército brasileiro. A dúvida sobre um fruto desconhecido pode pintar num simples passeio ecológico ou numa situação extrema, quando a decisão de comê-lo ou não é uma questão de sobrevivência. Na primeira hipótese, talvez o melhor conselho seja não arriscar. É que, apesar de existirem pequenos truques para identificar o que é ou não comestível, a lista de exceções à regra é grande. Algumas raízes, por exemplo, podem ser ingeridas sem problema quando cozidas, mas são venenosas quando cruas. Já certas frutas que são deliciosas quando maduras se transformam em um prato indigesto se colhidas antes do tempo. “O fruto da mangaba quando verde é venenoso e impróprio para o consumo, causando intoxicações que podem levar à morte”, diz o engenheiro agrônomo Carlos Ruggiero, da Universidade Estadual Paulista (Unesp) de Jaboticabal (SP). Ou seja, as dicas do infográfico desta página até ajudam, mas não são infalíveis. Por isso, para colocá-las em prática, só mesmo num momento limite e não por simples curiosidade.

Pavor à primeira mordida Diante de frutos e vegetais desconhecidos, siga as pistas deixadas por animais

FIQUE LONGE DO “CAL”

A sigla CAL quer dizer “Cabeludo, Amargo e Leitoso”. Se o fruto em questão tiver essas três características somadas, nem pense em comê-lo. Porém, a existência de apenas uma ou duas dessas características não impede o consumo — o kiwi, por exemplo, tem a casca “cabeluda” e o mamão pode soltar uma espécie de leite

SABOR APROVADO

Procure frutos grandes que estejam bicados por pássaros ou mordidos por animais. Os peritos em sobrevivência na selva garantem que 90% do que os animais comem também pode ser consumido pelos humanos

NO RASTRO DO ALMOÇO

Seguir pagadas de pequenos animais é uma boa tática. Ela podem levar até árvores e plantas frutíferas. Ao chegar perto delas e olhar para o alto, provavemente você irá encontrar frutos mordidos pelos animais

A RAIZ DO PROBLEMA

Muitas raízes e brotos subterrâneos podem ser consumidos crus, como o rabanete e a cenoura. Se você achar um vegetal conhecido, tudo bem comê-lo in natura. Mas, se pintar a dúvida se uma raiz ou broto é comestível, é melhor cozinhá-lo. O inhame bravo, por exemplo, é venenoso cru, mas cozido não.

Anúncios

12 Responses to Sobrevivência na Selva como SABER SE É COMESTÍVEL. ” O que comer “?

  1. jose carlos da silva says:

    estou lendo e gostando bastante.

  2. ademir souza says:

    bom,deveria ser mais explicito com plantas ribeirinhas

    • omilitante says:

      Ademir quero agradecer pelo comentário o carinho da participação, concordo com sua conclusão todo o material do blog é a união de varias matérias reunidas aqui, pesquisarei referencias relacionadas a sua observação.
      Desde de já agradeço e continue a comentar.

  3. solayne max maxmiano says:

    meu nao tem nada ver com a pergunta que eu fiz

    • omilitante says:

      Cara Solayne não entendo !!! Qual pergunte me fez ? Pois eu não me lembro, me ajude a lembrar por favor, desde já agradeço seu interesse em questionar pois o mundo não está nas respostas e sim nas perguntas tenho andado muito ocupado ultimamente com meu trabalho mas comprometo em resposnder um abraço.

  4. Sérgio joaquim says:

    gostei muito do assunto comentado coronel.

  5. Cristiane says:

    Ótimas dicas, poderia ensinar como identificar os tipos de palmeiras comestíveis, assisto e leio muito sobre sobrevivência e a palmeira existe em quase todos os lugares.Obrigada , ótimo fim de ano para o Senhor.

    • omilitante says:

      Olá Cris Ferraz, mediante a sua dúvida pesquisei e o que encontrei em diversas áreas foram duas possíveis espécies de coqueiros que você pode estar confundindo com palmeiras apesar das duas espécies serem da mesma família plantas da família Arecaceae pois são bem parecidas mesmo, são o jerivá e macaúba muito encontrada em diversos locais adorada por pássaros, e como costumamos a chamar os barbados ou bugio espécie de macacos esses dois coqueiros produzem frutos comestíveis e são suculentos os demais coqueiros possuem frutos amargosos exemplo da guariroba , por palmeira encontramos a proximidade o palmiteiro selvagem onde há uma proibição de extração dele surge o palmito comestível .
      Espero ter ajudado e obrigado.

  6. Claudio. says:

    Boa tarde eu passei por esta página, para saber que plantas pode ser coméstivel, como saber,

    tenho assistido um seriado no Discover Largado e Pelado e fico observando como eles sabe que folhas e frutos comer, quando são deixado na Ilha desertas.

  7. Bilo says:

    E animais selvagens k possamos comer na selva e fáceis de encontrar assim como rastejantes e insectos??? Gostava k me desse alguém informação a esse respeito…

    • omilitante says:

      Amigo Bilo não é bem assim tão fácil os animais por menor que sejam são extremamente rápidos, os de fáceis acesso são raízes comestíveis e insetos por conterem proteínas mas vou logo avisando o gosto não é bom, o ideal seria armar uma caçada e pegar pequenos animais para manter a sobrevivência o que caçadores fazem são seveiros onde colocam comida e esperam que os animais se aproximem e finalmente os pegam.

Deixe um comentário. Lembre-se que é proibido postar links e utilizar palavras de baixo calão.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: